Biologia Celular,  Proteínas ADAM´s

Fertilina α/β

     Também denominada de PH-30, é uma proteína de membrana, constituída por 2 subunidades, α e β. Cada uma destas subunidades faz parte da família ADAM (contains a disintegrin and a metalloprotease domain, proteínas contendo um domínio desintegrina e metaloproteinases). A subunidade α se caracteriza por um domínio hidrófobo homólogo das sequências proteicas dos genes virais responsáveis pela fusão entre a membrana plasmática do vírus e a da célula hospedeira. A subunidade β contem em sua extremidade N-terminal um domínio homólogo das desintegrinas. Estas moléculas foram isoladas de veneno de serpentes, e podem ligar-se aos receptores do tipo integrina. Deste modo, a subunidade β poderia agir por mecanismos de adesão intercelular sobre os receptores do tipo integrina. Já foram evidenciadas as integrinas αvβ3 e  α6β1 sobre a membrana do ovócito que poderiam servir como parceiras da fertilina. Além disso, é possível bloquear seletivamente a ligação entre o ovócito e o espermatozóide utilizando anticorpos dirigidos contra a subunidade α6. Assim, parece que a dupla integrina ovócito-fertilina do espermatozóide, assegura uma parte das interações entre os dois gametas. A fertilina está distribuída sobre o conjunto da superfície da membrana dos espermatozóides nos testículos e é redistribuída para a região equatorial, depois da fase de maturação no epidídimo. Todas essas características sugerem a importância da fertilina no mecanismo de reconhecimento e fusão entre o ovócito e o espermatozóide, nos mamíferos.

  Entretanto, há indivíduos não estéreis portadores de um gene da subunidade α da fertilina não funcionante. A anulação do gene que codifica a subunidade β da fertilina do camundongo resulta em uma linhagem que, no estado homozigoto, induz uma hipofertilidade no macho. Esta é causada, em parte, por uma diminuição na capacidade de fusão dos espermatozóides. De fato, a realidade é muito mais complexa e o papel da fertilina ainda não foi estabelecido. No futuro, é provável  que sejam descritos outros sistemas moleculares implicados nestes processos. (Catala, 2003)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *